Dicas para a captação de som

por Edwaldo Mayrinck

Estas orientações foram elaboradas para servir de apoio a cineastas iniciantes por ocasião do programa Revelando os Brasis. Acreditamos ser de utilidade tanto para técnicos, roteiristas e produtores iniciantes por apresentar as condições para uma boa captação de som.

São regras básicas que devem ser seguidas; não importando a larga experiência técnica ou a excepcional qualidade do equipamento utilizado pelo responsável pela captação de som. A técnica de captação de som, sem as adequadas condições de produção, não garantirá uma finalização sem problemas.

Pré-produção

Cuidados na escolha da locação

Exterior: Cautela com:

  • Ventos fortes
  • Animais próximos ao local da captação
  • Proximidade de rios, riachos, cachoeiras, etc…
  • Proximidade de estradas
  • Proximidade de usinas, fábricas, escolas, igrejas, aeroportos, portos etc
  • Locais com muito trânsito de pedestres e/ou veículos
  • Equipamentos de iluminação, geradores ou qualquer outra máquina ou motor que venha ser utilizado.

Interior: Evitar:

  • Ambientes com reverberação excessiva (salas grandes, ambientes que não tenham, por exemplo, tapetes, estofados, estantes, cortinas, quadros, etc.)
  • Ambientes vizinhos a áreas de uso comum, como banheiros, cozinhas e corredores
  • Ambientes com janelas para a rua ou para áreas fora do controle da produção
  • Eletrodomésticos ligados durante a gravação
  • Objetos cenográficos ruidosos

Afastar:

  • Equipamentos de iluminação, geradores ou qualquer outra máquina ou motor que venham ser utilizados.

As locações deverão ser visitadas com antecedência para verificação de suas características sonoras, de preferência nos dias de semana coincidentes aos programados para a gravação. Lembre-se de checar as condições específicas do local em feriados.

Estudar a possibilidade de utilizar mantas para absorção acústica que diminuem a reverberação em ambientes fechados, a utilização destas mantas melhora muito a inteligibilidade do som captado. Estas mantas costumam possuir um lado branco e outro preto de forma a não interferir com a iluminação da cena.

Produção

 Cuidados com o equipamento

 Microfones, cabos, fones e acessórios: Observar

  • Cabos limpos, sem emendas ou marcas em seu isolamento.
  • Conectores limpos, sem traços de oxidação, sem amassaduras ou sinais de desgaste. excessivo.
  • Microfones limpos, sem traços de oxidação, sem amassaduras ou sinais de desgaste. excessivo.
  • Fones limpos, sem traços de oxidação, sem amassaduras, sem sinais de desgaste. excessivo, sem emendas em seu cabo e sua extensão.
  • Conectores de áudio da câmera em boas condições mecânicas e sem oxidação.
  • Disponibilidade de cabos de extensão extras.

Testar o equipamento com antecedência, ligando todos os microfones, cabos e fones disponíveis à câmera ou ao gravador; verificando se as conexões necessárias são possíveis, além do bom contato elétrico das mesmas. Gravar simulações dos diálogos contidos no roteiro para ambientar-se com os controles e ajustes necessários a uma gravação.

Se possível escutar o resultado numa ilha de edição onde a monitoração permite um julgamento melhor da qualidade obtida, além de comparações com gravações de outras produções.

A avaliação do resultado destes testes através de fones de cabeça requer muita experiência e conhecimento prévio do equipamento, daí a sugestão dada anteriormente.

Cuidados durante a gravação

  • Utilizar o microfone direcional sempre com sua suspensão elástica e paravento.
  • No caso da utilização de microfone de lapela, cuidado com roupas de tecido sintético, movimentação excessiva do ator ou do entrevistado. Cuidado com o vento em externas.
  • Utilizar a vara para aproximar o microfone do objeto que queremos gravar -lembre-se que o “microfone não tem zoom”.
  • Evitar movimentos bruscos com o boom (vara + suspensão + microfone)
  • Sempre manter o microfone o mais próximo possível da fonte sonora. Em geral, em ambientes sem tratamento acústico, distancias maiores que 40 centímetros já começam a comprometer a qualidade da captação. Lembre-se que a reverberação captada será acrescida de mais reverberação no momento da exibição, o que comprometerá a inteligibilidade dos diálogos.
  • Verificar a firmeza da suspensão elástica. O microfone e o cabo devem ficar suspensos sem tocar no paravento e a suspensão não deve produzir nenhum ruído. Teste antes de gravar sacudindo levemente o boom – o conjunto não deve produzir nenhum ruído.
  • Antes da gravação, ensaiar os diálogos para ajustar o nível de gravação; ajustar para obter no medidor uma modulação em torno de 60% ou pouco mais, para um nível normal de diálogo num plano próximo ou americano.
  • Ajustar o nível de gravação é tarefa que requer experiência. Assim como existe o risco de saturar e distorcer a gravação ao utilizar um nível alto de gravação; podemos por inexperiência tentar evitar a distorção gravando em níveis muito baixos resultando numa má relação som/ruído que prejudicará sua utilização na finalização.
  • Depois de ensaiado, evite alterar o nível de gravação durante o take, o que provocaria descontinuidade sonora do fundo, principalmente dentro de uma mesma seqüência.
  • Não alternar o uso de tipos de microfone para um personagem, principalmente dentro da mesma seqüência.
  • Grave sempre o som da cena, pois caso haja necessidade de dublagem, este será usado como guia.
  • Mantenha sempre um boletim atualizado da fita, indicando a gravação das cenas e de sons adicionais e de cobertura
  • Organize-se e crie condições para a captação de som. Evite surpresas na finalização.
  • Exija SILÊNCIO.

Passe estas informações para sua equipe e principalmente para o seu assistente na operação de áudio.